Coletiva Choque 20 anos

Sábado, das 10 às 17 horasAlameda Sarutaiá 206, Jardim Paulista. Fácil de estacionar ! Coletiva Choque 20 anos é uma exposição que percorrerá o ano de 2024, apresentando artistas que

Compartilhar
IN: TENSÃO

Exposição individual de Daniel Melim na Choque Cultural. Alameda Sarutaiá 206, Jardim Paulista. Abertura: dia 2 de março, sábado, das 10 às 17 horas. Período expositivo: 2/3 a 6/4 2024.

Compartilhar
SP ARTE – ROTAS BRASILEIRAS 2023

SP ARTE – Rotas Brasileiras 2023 De 30 de agosto a 3 de setembro Local: ARCA – Stand B14 Av. Manuel Bandeira, 360 – Vila Leopoldina São Paulo – SP,

Compartilhar
Mizulinas – Erica Mizutani na Choque

Mizulinas – Exposição individual de Erica Mizutani. De 29/07 a 18/08 na Alameda Sarutaiá, 206 – Jardim Paulista das 11/18hs A exposição Mizulinas é a primeira de Erica Mizutani na

Compartilhar
Locus – exposição individual de Narcélio Grud

Locus • Narcélio Grud • 25/03 a 22/04 • Choque Cultural: Alameda Sarutaiá, 206, Jd. Paulista A exposição Locus traz a nova produção do artista cearense Narcélio Grud e apresentará

Compartilhar
Visão Periférica – Farol Santander

Visão Periférica é uma mostra de vídeos artísticos e animações de curta duração apresentados ao ar livre, transmitidos diariamente desde de novembro de 2021, no painel de led do Santander.

Compartilhar
Rafael Silveira na Choque – Desretratos e desatinos

A nova série de pinturas que Rafael Silveira mostra na Choque Cultural a partir de 17 de setembro, representa uma fase de maturidade para o artista. Depois de bem-sucedidas experiências

Compartilhar
Dimensional – Adam Neate na Choque

ADAM NEATE DIMENSIONAL Dimensional é a primeira exposição do consagrado artista britânico Adam Neate no Brasil. Adam Neate nasceu na Inglaterra em 1977 e é um consagrado pintor e artista

Compartilhar
Um diálogo entre Daniel Melim e Lívio Abramo

GOIVAS & ESTILETES Um diálogo histórico visual entre Daniel Melim (1979 – ) e Lívio Abramo (1903 – 1992) A exposição abre no dia 25 de janeiro 2022 na Choque

Compartilhar
Sérgio Adriano H na Fábrica de Arte Marcos Amaro

A obra de Sérgio Adriano H é uma das mais contundentes no cenário contemporâneo da arte afro-brasileira. De modo substantivo, procura refletir sobre os danos que o racismo estrutural vem

Compartilhar